E se as universidades fossem Lixo Zero?

E se as universidades fossem Lixo Zero?

Publicado em:
14/1/2019
No items found.

Vocês já pararam pra pensar o quanto de lixo uma universidade no Brasil gera? Ou Por que você se depara com tanto lixo e tantos descartáveis no chão pela sua universidade? Você já se questionou o quanto não somos educados a sermos mais conscientes do nosso impacto ambiental?

Será que em nossas universidades hoje, formamos bons profissionais e cidadãos mais conscientes, ou apenas, bons profissionais?

Existe algo em sua universidade que você gostaria que fosse diferente quando se trata de meio ambiente?

Se sim, lute por essa causa, e digo mais, acredite na sua luta. Nós estudantes temos voz sim, muito mais do que nós imaginamos. A verdade é que, de fato, nós estudantes somos o futuro. Essa foi a maior lição que 2018 me proporcionou. Para quem não me conhece, me chamo Isadora Bertoli, uma estudante de nutrição, inconformada com o padrão de consumo e descarte existente em nossa sociedade. Felizmente encontrei com um grupo incrível de estudantes que compartilhavam da mesma inquietação.

Sabemos que estar dentro de uma universidade é, sem dúvida, um privilégio, mas será que estamos dando o devido valor a isso? Que tipo de profissional estamos formando dentro das universidades?

Todas essas perguntas foram gatilhos para iniciar o projetoUFSC SEM PLÁSTICO, um projeto de iniciativa ESTUDANTIL, que sonha e luta por uma universidade livre de plástico e mais consciente.

Tudo começou em uma palestra realizada dentro da Universidade Federal de Santa Catarina, organizada pelo Instituto Lixo Zero Brasil. Tal palestra em particular me chamou muito a atenção. A Universidade Federal de Santa Catarina, em conjunto com o Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC), e a Universidade Estadual (UDESC), comprometeram-se por meio de um termo em aliança a rede Nexus para Colaboração Acadêmica Internacional Zero Resíduos (NIZAC) a se tornarem Universidades Lixo Zero.  Me senti muito feliz com essa informação, todavia, eram muitas as perguntas sobre como tornar esse sonho possível.

A UFSC que conta com a presença de 15 estabelecimentos alimentícios (cantinas) com uma utilização exacerbada diária de materiais plásticos e de isopores descartáveis. Naquele evento eu levantei a mão e perguntei: E as cantinas?

E quando me dei conta, éramos 14 estudantes, dos mais distintos cursos, unidos pela mesma causa. Jamais imaginei que chegaríamos onde estamos, por mais longo o caminho que ainda temos pela frente. Nunca imaginei que em tão pouco tempo o projeto “UFSC SEM PLÁSTICO” alcançaria a dimensão que está hoje. 7 meses de projeto, e nossa voz já foi escutada, e constantemente ganhamos força, pelas ações nos centros acadêmicos, políticas de economia circular, campanhas de conscientização, utilização das cantinas como veículo de educação ambiental, e palestras em diversos eventos, dentro e fora de Florianópolis, e até mesmo fora do Brasil!

No mês passado, fui convidada pela rede Post Landfill Network (PLAN)  para apresentar o nosso projeto, e representar o Brasil, na maior conferência estudantil ‘’LIXO ZERO’’ dos Estados Unidos e Canadá, e esse sonho só se tornou  possível com a ajuda de muitas pessoas que contribuíram para a vaquinha online. Sou imensamente grata a cada um que ajudou e vibrou com a gente. O evento ocorreu na Universidade da Pennsylvania, na Filadélfia, e contou com a participação de cerca de 600 estudantes de diferentes partes do Estados Unidos. A PLAN é uma rede de apoio, incentivo e execução de iniciativas e políticas lixo zero dentro das universidades, um movimento  também de iniciativa estudantil, o qual congrega hoje, mais de 200 universidades dentro dos EUA, sendo uma grande inspiração para todos nós.

A quantidade de estudantes presentes nesse evento mostra o quanto o movimento lixo zero, um movimento extremamente preciso, vem crescendo e ganhando força entre os jovens. A realidade, e a situação do lixo por lá, não é muito diferente daqui.

E mais uma vez, aprendi que a mudança é possível. Podemos inspirar e despertar a vontade de agir e de lutar pelo o que acreditamos ser necessário pra mudarmos o mundo. É por isso que o UFSC SEM PLASTICO existe, queremos e vamos mudar a nossa realidade. Nosso objetivo é expandir essa iniciativa e queremos juntos fortalecer esse movimento dentro do nosso país. Pois, juntos somos mais fortes. Acreditamos que uma universidade onde tem a educação ambiental como uma de suas prioridades, possui um efeito multiplicador, e gerará um futuro melhor a sua cidade e aos seus cidadãos.

Diante disso, deixamos aqui um presentinho de recomeço de ano, a você estudante que quer fazer a diferença, mas não sabe por onde começar... Temos um longo e desafiador caminho pela frente, mas nosso amor pela a natureza e preocupação com nosso futuro é o que nos motiva a seguir em frente. Segue um presente nosso feito com muito carinho: Manual Universidade SEM Plastico. É só me enviar um email pra ufscsemplastico@gmail.com ou um direct pra mim ou pro movimento :)

E olha, já diria Margaret Mead:

Nunca duvide que um pequeno grupo de pessoas conscientes e engajadas possa mudar o mundo. De fato, sempre foi assim que o mundo mudou.

E aí, quem está com a gente nessa? E aproveito aqui para agradecer a cada integrante do UFSC SEM PLÁSTICO, cada um de vocês são peças fundamentais para esse novo quebra-cabeça, e novo cenário que estamos construindo juntos. Somos grandes, somos o futuro.

Isadora Bertoli
Por:
fundo
Gostou do texto?
Compartilhe nas redes sociais esse conteúdo que você acabou de ler e ajude a espalhar a mensagem!
Sobre o movimento

Em 1º de Janeiro de 2015 nascia o Menos 1 Lixo, um desafio pessoal da Fe Cortez, de produzir menos lixo e provar que atitudes individuais somadas constroem um mundo mais sustentável.

Nossas redes
Editorias
Tags em destaque

VOCê TAMBÉM PODE GOSTAR DE:

Vamos Juntas!

Assine a nossa Newsletter e fique por dentro de tudo que acontece no Menos 1 Lixo!
Obrigado! Sua inscrição foi feita com sucesso!
Oops! Something went wrong while submitting the form.