Dia Nacional da Fotografia e do Fotógrafo

Publicado em:
8/1/2019
No items found.

No dia 8 de janeiro, comemoramos no Brasil o dia do Fotógrafo e da Fotografia. A data é emblemática pela chegada do primeiro daguerreótipo por aqui, em 1840. O aparelho (que foi inventado no século XIX pelo físico francês, Daguerre) fixava as imagens registradas pela câmera escura em uma folha de prata sobre uma placa de cobre. Uma máquina de tirar foto vintage, beeeem vintage das antigas. Hoje já temos super mega máquinas fotográficas, celulares, dispositivos... e todo mundo pode tirar fotos a hora que quiser.

Mas poucos são os que arrancam suspiros, viu? Celebrar fotógrafos é algo muito importante. Elas e eles são fundamentais no processo de consciência do nosso impacto negativo (e positivo) no planeta, já que eles são capazes de tangibilizar, através do registro, o que estamos causando na biodiversidade, nas florestas e nos oceanos. E como esse processo é imprescindível pra galera mudar hábitos e se sensibilizar com o todo, pode ser que nem estivéssemos mais aqui sem as fotografias.. Será?

Seja como for, o fato é que queremos agradecer e celebrar todos os cliques e flashes de quem se preocupa em eternizar momentos, alegrias e tragédias também. E são muitos os fotógrafos que se dedicam exclusivamente ao meio ambiente.

Recentemente, o Paul Nicklen, um famoso fotógrafo que prioriza a vida selvagem e a relação do homem com a natureza, publicou um vídeo e algumas fotos de um urso polar no Ártico magrinho, magrinho. Você deve ter visto esse vídeo. Não é possível afirmar com certeza que o urso sofreu com as mudanças climáticas do derretimento das camadas polares, mas é bem provável que sim. Nicklen é um grande ativista ambiental e fotógrafo oficial de ursos polares pela National Geographic e suplicou pela atenção da população dos nossos impactos nocivos pro planeta. E funcionou.

Paul Nicklen

Ele também participou da campanha gringa do Pare de Chupar, o #StopSucking e tem um projeto lindo chamado SeaLegacy, de fotografia dos oceanos e de expedições capazes de contribuir positivamente para os ecossistemas marinhos através da mobilização das pessoas pelos registros do fundo do mar. Ele fundou o projeto com a também fotógrafa e ativista Cristina Mittermeier.

Cristina Mittermeier

Falamos também do fotógrafo submarino que registra o fundo do mar e que se deparou com um tubarão sofrendo com um plástico entalado no pescoço. No instagram do @menos1lixo, nós publicamos semanalmente fotografias inspiradoras e também as impactantes, pra galera entender que cada gesto faz, sim, toda diferença pro planeta.

Aqui no movimento, nós também temos os nossos super mega fotógrafos que transformam todo o nosso conteúdo diariamente. Por isso celebramos, além de todos os fotógrafos do mundo, os nossos: o Fred Borba, a Luiza Restum e a Giovanna Moraes. Obrigada aos nossos e à todos! Vocês mudam o mundo.

Menos 1 Lixo
Por:
fundo
Gostou do texto?
Compartilhe nas redes sociais esse conteúdo que você acabou de ler e ajude a espalhar a mensagem!
Sobre o movimento

Em 1º de Janeiro de 2015 nascia o Menos 1 Lixo, um desafio pessoal da Fe Cortez, de produzir menos lixo e provar que atitudes individuais somadas constroem um mundo mais sustentável.

Nossas redes
Editorias
Tags em destaque

VOCê TAMBÉM PODE GOSTAR DE:

Vamos Juntas!

Assine a nossa Newsletter e fique por dentro de tudo que acontece no Menos 1 Lixo!
Obrigado! Sua inscrição foi feita com sucesso!
Oops! Something went wrong while submitting the form.