Reciclável x Reciclado | Embalagens longa vida

Postado em
Por:
Menos 1 Lixo

O Brasil está entre os 5 maiores produtores de leite do mundo! São bilhões de litros produzidos anualmente que se transformam em bilhões de caixinhas nos supermercados, que são recicláveis. Mas são recicladas?

As famosas caixinhas longa vida são as principais embalagens de armazenamento de leite, mas também de outros tantos produtos que consumimos diariamente, como iogurte, molho de tomate, creme de leite, água de coco… São muitos tamanhos e muitas necessidades diferentes. Já pensou no impacto disso tudo pro meio ambiente? Essas embalagens foram descobertas por um sueco na década de 1950 e também são chamadas cartonadas. Elas foram pensadas pra garantir mais durabilidade e qualidade dos produtos. São feitas, geralmente, de 75% de papel cartão, 20% de plástico e 5% de alumínio. Cada uma dessas camadas têm uma função e elas são muitas! As caixas de leite, por exemplo têm seis delas. Mas se elas são 100% recicláveis, tudo bem consumir, né? Bom, existem dois grandes problemas na reciclagem das embalagens longa vida. O primeiro deles é a coleta seletiva e o descarte correto pra que sejam recicladas. Pra começar, é importante saber que 85% dos brasileiros não têm coleta seletiva nas suas cidades e poucos são os municípios 100% assistidos por ela. E nós não colocamos o nosso papel de cidadão em prática, porque não reivindicamos esse direito. Além da falta de coleta, muitas vezes quem tem acesso a ela, não separa o lixo ou não descarta corretamente as embalagens cartonadas. Elas precisam ser higienizadas (aquela águinha básica) antes de ir pro lixo seco reciclado e pode amassar bem pra facilitar o transporte. Se você esbarrar nas lixeiras coloridas da coleta, pode investir na azul (de papel), porque ela tem uma parte de alumínio, 4 de plástico e 15 de papel. 

Então, as caixinhas de leite são 100% recicláveis, mas e aí? Pra gente ter uma ideia do problema, em 2015, 59 mil toneladas dessas embalagens foram recicladas, mas isso representou só 21% do total. Ou seja, quase 80% não foi pra reciclagem. Problemão, né? O que a gente pode fazer pra tentar contornar esse problema? Bom, vale conferir se existe algum ponto de coleta pra reciclagem dessas embalagens na sua cidade. Dá uma olhadinha no Ecycle. É importante entender que muitas vezes, somos nós quem contribuímos pra demanda da reciclagem, viu? Precisamos fazer a nossa parte e incentivar a galera a nossa volta também. As caixinhas recicladas têm um impacto bacana pro meio ambiente, já que gera 35% de plástico e 65% de fibra celulósica: com 1 tonelada é possível produzir 700kg de papel, evitando o corte de 21 árvores. Legal, né? Também vale investir no upcycling das caixinhas, tem muita coisa bacana na reutilização delas por aí. O importante é descartar corretamente, reivindicar a coleta e a reciclagem e tentar gerar, sempre, cada vez menos 1 lixo. Vamos disseminar essa ideia?

Gostou do texto?
Compartilhe nas redes sociais esse conteúdo que você acabou de ler e ajude a espalhar a mensagem!
Sobre o movimento

Em 1º de Janeiro de 2015 nascia o Menos 1 Lixo, um desafio pessoal da Fe Cortez, de produzir menos lixo e provar que atitudes individuais somadas constroem um mundo mais sustentável.

Nossas redes
Principais tópicos
Tags em destaque

Postagens

Vamos Juntx!

Assine a nossa Newsletter e fique por dentro de tudo que acontece no Menos 1 Lixo!
Obrigado! Sua inscrição foi feita com sucesso!
Oops! Something went wrong while submitting the form.