Reciclável x Reciclado | Guardanapo de papel

8/5/2018

Quando falamos sobre hábitos sustentáveis, a adoção do guardanapo de pano (especialmente na rua) é algo que choca quase sempre. A primeira pergunta que surge é, “mas qual o problema do guardanapo de papel? Ele não é bom pro meio ambiente?”. Vamos falar sobre isso?

Você já pensou quantas vezes por dia usa um guardanapinho de papel e joga fora? A gente tem o hábito de usar ele pra tudo. Antes de qualquer coisa, precisamos pensar na produção. Os guardanapos de papel são descartáveis e, por si só, já é um bom argumento pra você abandonar esse hábito, né? Descartado depois de alguns SEGUNDOS de uso, não faz muito sentido, faz? Para produzi-lo, muita matéria-prima é utilizada, da água até a celulose (extraída de árvores!). Segundo o Instituto Akatu, para produzir 1 kg de papel virgem, 540 LITROS de água são necessários. A indústria do papel é uma das que mais usam os recursos hídricos e é a quinta que consome mais energia. 

No Brasil, o eucalipto e o pinheiro são as principais árvores-fonte para a fabricação do papel e a força que garante a resistência dele são as pontes de hidrogênio, ou seja, as ligações químicas entre as fibras. O que viabiliza o processo da reciclagem são os processos de impermeabilização que afetam essas pontes. E o problema dos guardanapos de papel não é a sua matéria-prima, mas o seu objetivo: papeis engordurados são considerados contaminados pro processo de reciclagem. Então, a redução das pontes de hidrogênio durante a impermeabilização torna esse tipo de papel muito fraco. Isso se estende também pro papel higiênico, claro, ou também àqueles contaminados com substâncias químicas. E é sempre bom lembrar que a reciclagem é muito bacana e necessária, mas ela também consome recursos pra caramba: segundo a  Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz da USP, o processo de reciclagem do papel gasta mais energia, água e produtos químicos do que usar matéria-prima virgem. Então o papel reciclado é também mais caro. Mas o guardanapo de papel tem uma vantagem muito legal: ele é compostável! E isso acarreta só uma questão: você composta o seu lixo? O problema é que  fora de casa, ele provavelmente não vai pra composteira, especialmente se você joga ele no lixo comum. Então, sempre, a melhor opção é evitar o uso! A dica? Levar com você sempre um guardanapo de pano: pode ser um pedaço de uma camiseta velha ou você mesmx pode costumar com tecidos bem coloridos, fica lindo! Coloca um na mochila, um na bolsa e pronto! Você nunca mais vai precisar consumir um guardanapo de papel :) E antes que você pense, "mas não usa muita água pra lavar?" Bom, já falamos do consumo do guardanapo na produção dele, mas você pode jogar os pedacinhos de pano na máquina e pronto! Fácil, fácil. Vamos juntxs? A Fe já falou um pouco sobre o kit que ela carrega com ela pra gerar sempre menos lixo, aqui:

 
Gostou do texto?
Compartilhe nas redes sociais esse conteúdo que você acabou de ler e ajude a espalhar a mensagem!
Sobre o movimento

Em 1º de Janeiro de 2015 nascia o Menos 1 Lixo, um desafio pessoal da Fe Cortez, de produzir menos lixo e provar que atitudes individuais somadas constroem um mundo mais sustentável.

Nossas redes
Principais tópicos
Tags em destaque

VOCê TAMBÉM PODE GOSTAR DE:

Vamos Juntx!

Assine a nossa Newsletter e fique por dentro de tudo que acontece no Menos 1 Lixo!
Obrigado! Sua inscrição foi feita com sucesso!
Oops! Something went wrong while submitting the form.