Embalagens da Indústria da Beleza, você sabe quais se comprometem com o pós consumo?

3/5/2018

Vivemos na era do culto à beleza! São inúmeras marcas oferecendo uma quantidade quase infinita de produtos, cada uma delas com uma especificação diferente, para combater as rugas, ter a pele maravilhosa, os cabelos lisos e fortes, o cacheado perfeito, um bronze natural... E a lista é interminável! Em tempos de redes sociais, estamos habituadxs a olharmos para nós mesmxs o tempo todo e queremos cada vez mais gostar daquilo que estamos vendo. Falamos muito sobre isso durante todo o Desafio Armário Cápsula e sobre como a sociedade do consumo vende que precisamos ter para ser.  As selfies com looks do dia que o digam.

Vamos unir estética com consciência ambiental? A gente resolveu te dar uma forcinha e falar sobre algumas iniciativas bem legais que contribuem pra um mundo melhor e mais saudável. Vamos nos informar pra consumir de maneira consciente?

P&G

A P&G desenvolveu uma solução em parceria com duas empresas especializadas em soluções ambientais, a TerraCycle e a SUEZ, para transformar plásticos descartados nos oceanos em embalagens recicláveis de shampoo da marca Head & Shoulders. Essa edição será inicialmente limitada e disponível somente na França, mas com planos de expansão para outros países. Vamos torcer!

Natura

A Natura inaugurou a iniciativa de refil de produtos em 1983, especialmente de shampoos, condicionadores, sabonetes líquidos e óleos corporais. A Natura foi a primeira empresa de cosméticos a oferecer esse tipo de serviço por aqui e por conta disso, virou referência no mercado. O objetivo do projeto é diminuir a produção de lixo reciclar as suas embalagens (todas as embalagens de refis são feitas com alguma porcentagem de materiais reciclados). Parece que assim, a Natura já deixou de colocar no mercado mais de 2 mil toneladas de embalagens.

No site deles, dá pra saber qual a pegada hídrica da marca e todo o impacto ambiental das embalagens e como são feitas. Vale a pena dar uma espiada.

Artdeco e Shiseido

A Artdeco e a Shiseido também vendem vários dos produtos no sistema de refil. Dá pra montar seu kit com todos os produtos que quiser e depois comprar só o refil, sem consumir uma nova embalagem. E isso serve pra blush, pó compacto, sombra, corretivo... Tudo!

MAC

A gigante do mercado, a MAC tem um programa muito conhecido mundo afora, o Back to M·A·C. É bem simples: juntando 6 embalagens vazias de produtos da marca (de vidro ou de plástico), você pode trocá-las por um batom, em qualquer loja MAC do mundo. Aqui no Brasil, as embalagens descartadas são destinadas a uma empresa de gestão de resíduos industriais e viram cimento! Só em 2016, foram 85 mil embalagens que não foram pro lixo!

O Boticário

O Boticário tem um programa chamado “Boti Recicla”, que tem como proposta orientar as pessoas e incentivá-las a fazer o descarte correto dos resíduos. A iniciativa funciona de tempos em tempos com propostas diferentes. Em 2016, por exemplo, na semana de Maio a empresa se propôs a trocar embalagens vazias de seus produtos por itens de maquiagem das suas linhas Intense e Make B, mas você pode levar qualquer embalagem em todas as lojas pelo Brasil, que serão descartadas corretamente.

Quem disse, Berenice?

A Quem disse, Berenice? também tem um sistema incrível de retorno de embalagens, o Retorna Berê. A cada 5 embalagens vazias, você consegue um cupom pra retirar um batom.

LUSH

E é claro que não poderíamos deixar a musa das marcas sustentáveis de fora, né? Além de uma série de projetos alinhados à sustentabilidade, e também 100% da sua produção sendo feita handmaid, a LUSH tem uma embalagem preta, que já se tornou sua marca registrada, feita de plástico 100% reciclado. Ao juntar 5 delas, é possível devolvê-las em uma das loja e ganhar uma máscara fresca. Assim, a LUSH consegue manter o fornecimento de plástico pras novas embalagens e todas elas fora dos aterros.

A quantidade de lixo produzido pela indústria dos cosméticos é enorme! E isso não é nenhuma exclusividade dela, claro. Qualquer setor que trabalhe com produção em larga escala contribui para essa proliferação do lixo. Por isso precisamos nos conscientizar de que é possível unir produtividade e sustentabilidade. Mas você precisa se implicar nesse processo e consumir marcas que se preocupam com essa dobradinha. Vamos juntxs?

Gostou do texto?
Compartilhe nas redes sociais esse conteúdo que você acabou de ler e ajude a espalhar a mensagem!
Sobre o movimento

Em 1º de Janeiro de 2015 nascia o Menos 1 Lixo, um desafio pessoal da Fe Cortez, de produzir menos lixo e provar que atitudes individuais somadas constroem um mundo mais sustentável.

Nossas redes
Principais tópicos
Tags em destaque

VOCê TAMBÉM PODE GOSTAR DE:

Vamos Juntx!

Assine a nossa Newsletter e fique por dentro de tudo que acontece no Menos 1 Lixo!
Obrigado! Sua inscrição foi feita com sucesso!
Oops! Something went wrong while submitting the form.