Vai mesmo faltar comida no mundo?

Publicado em:
25/2/2019
No items found.

A gente já falou por aqui sobre o desperdício dos alimentos e como isso afeta os números da fome no mundo. O assunto é sério e nós contribuímos diariamente pra esse cenário (muitas vezes por desatenção), jogando comida fora, ignorando a compostagem, comprando mais do que consumimos… Enfim, de muitas maneiras diferentes. A medicina evoluiu, nós estamos vivendo cada vez mais (oba!), mas muitos fantasmas assombram o que nos espera com a superpopulação — e a comida é um deles.

Vamos falar sobre isso?

A Organização da ONU para a Alimentação e a Agricultura (FAO) determinou que, se o ritmo de consumo permanecer assim, em 30 anos vamos precisar de mais 60% de comida e 40% de água. E aí, vai ter comida pra todo mundo?

É unânime que hoje não falta comida pra ninguém. Mas, também segundo a FAO, 1 em cada 9 pessoas sofrem com a fome. É importante entender que o significado de fome é um estado de subnutrição crônica que dura por maisde 12 meses.

É verdade que o cenário já melhorou muito e, com toda a informação e o combate mundial ao problema, nos últimos 30 anos, quase 220 milhões de pessoas saíram dessa condição. Mas falta muito! A pior parte disso tudo é que a fome atinge especialmente os países menos desenvolvidos: de cada 100 pessoas que passam fome, 98 estão em países em desenvolvimento.

"Por definição, fome é um estado de subnutrição crônica que dura por mais de 12 meses."
Jornal Nexo

E são 21 mil que morrem no mundo por dia! Mas o que a gente pode fazer dentro de casa pra mudar isso?

Se você já está alinhadx com o propósito da sustentabilidade hoje e com o do Menos 1 Lixo e do Clube Orgânico, sabe que somos empoderados! E que a solução para quase todos os problemas que impactam negativamente o planeta é a redução do consumo. E isso também se implica pra fome. Entre 30% e 50% de todo o alimento produzido no mundo vai fora anualmente, isso significa entre 1 e 2 bilhões de toneladasque não são ingeridas.

A gente não quer fazer parte dessa estatística, certo?

Dicas legais pra você fazer a sua parte.

1. Faça a sua lista

Tenha uma listinha de compras sempre que for ao supermercado. E uma lista realista! Pense previamente nas refeições, olhe bem a despensa e abuse do consumo consciente. Pras frutas, hortaliças e legumes: sempre vale investir nos orgânicos, claro!

2. Use o vencimento a seu favor

Em casa, priorize cozinhar com os alimentos mais próximos do vencimento. Isso evita que muita comida vá pro lixo. De repente vale deixar as que vão logo vencer (e que ainda estão em perfeito estado) bem a vista.

3. Aprenda a armazenar

Pesquise sobre como guardar a comida pra que ela dure mais. Aqui, por exemplo, a Cozinha do Clube ensina a fazer as hortaliças e os legumes durarem bastante.

4. Aproveitamento é tudo

Aproveite tudo o que o alimento te dá — tudo mesmo! Use cascas, sementes, tudo o que puder! Já falamos disso aqui também ;)

5. Tudo que vai, volta…

E, por último, claro, COMPOSTE! Se não souber como, dá uma olhada nesse vídeo super explicadinho sobre ter uma composteira em casa:

Ou procure algum serviço na sua cidade que faça isso por você, como o Ciclo Orgânico, no Rio.

Não parece tãããão difícil, né? A gente garante que, se você seguir todo esse checklist (que nada mais é do que mudar alguns pequenos hábitos e planejar alguns outros), podemos mudar o cenário da fome, nem que seja a passos de formiguinha: uma casa de vez. Vamos juntxs?

Menos 1 Lixo
Por:
meio
Foto do banner: The Wasted Blog
Gostou do texto?
Compartilhe nas redes sociais esse conteúdo que você acabou de ler e ajude a espalhar a mensagem!
Sobre o movimento

Em 1º de Janeiro de 2015 nascia o Menos 1 Lixo, um desafio pessoal da Fe Cortez, de produzir menos lixo e provar que atitudes individuais somadas constroem um mundo mais sustentável.

Nossas redes
Editorias
Tags em destaque

VOCê TAMBÉM PODE GOSTAR DE:

Vamos Juntas!

Assine a nossa Newsletter e fique por dentro de tudo que acontece no Menos 1 Lixo!
Obrigado! Sua inscrição foi feita com sucesso!
Oops! Something went wrong while submitting the form.