Eu testei I copinho coletor

Postado em
Por:
Fe Cortez

Há alguns meses fui impactada com um post gringo, não me lembro em que site, falando de um copinho coletor menstrual. Primeiro achei meio estranho o formato, imaginei que poderia incomodar quando colocasse, mas algo ali me chamou atenção e resolvi testar. Procurei vários pontos de venda online aqui no Brasil, demorei pra achar algum que tivesse disponibilidade do produto, mas finalmente comprei um da marca Inciclo e ele chegou. O copinho é como se fosse um cálice de silicone médico, super maleável, com um pequeno cabinho embaixo. Pode lavar, ferver e dura até 10 anos. Voltando alguns passos, na hora de decidir a compra, fiquei muito confusa. O copinho tem 2 tamanhos: o maior é indicado para pessoas de mais de 30 anos ou mais que já tiveram filhos. O segundo para pessoas até 30 anos, e que não tiveram filhos.  Eu, que tenho 33 anos e não tive filhos, comprei o tamanho A, o maior deles.

Antes de começar a usar, li a bula de cabo a rabo e pesquisei na internet como colocar, como tirar, como ele funcionava e achei tudo muito fácil. Dobra para colocar, pra tirar é só fazer uma certa força e pressionar uma das laterais pra tirar e vácuo, lavar com água e sabão, recolocar de volta e repetir essa operação a cada 12 horas. Certo? Sim, mole. Ou não. A primeira vez foi em um dia com o fluxo pequeno, ou seja, algo que um absorvente interno médio daria conta numa boa. E eis que, ele funcionou super bem. Oba! Fui usar de novo, e dessa vez não foi tudo tão bem. O fluxo tava mais intenso e o coletor vazou. Tirei achando que tava transbordando, mas nada disso, tinha menos da metade da capacidade cheia. Achei que tivesse colocado errado, recoloquei. E vazou de novo. Bom, tentei uns 3 dias e eu decidi que não usaria mais. Escrevi para o SAC do Inciclo relatando toda a minha dificuldade e a resposta foi imediata, com várias dicas para tentar solucionar o problema: na hora de colocar, tem que ser pra trás, e não pra cima como um absorvente comum, e se vc estiver de cócoras, mais fácil. Passar o dedo em volta do copinho quando ele tá lá dentro também ajuda a ver se está todo em contatos com as paredes internas, ou se está dobrado e isso pode causar vazamento. E outras dicas, como a de cortar um pouquinho essa haste debaixo que às vezes incomoda um pouco. Resolvi tentar de novo no ciclo seguinte e mesmo problema: vazou de novo. Escrevi pra eles novamente, triste que não poderia usar o copinho e já pensando em comprar outra marca, mas me enviaram um novo, tamanho B, teoricamente recomendado para pessoas abaixo de 30 anos. Esperei a próxima menstruação e usei de novo, por isso demorei pra escrever aqui minha experiência. O pessoal do SAC tinha me dito mesmo que às vezes demora uns 4 ciclos para as pessoas se acostumarem com a colocação, o timing de esvaziar, e a retirada.

Teve 1 dia só que deu um pequeno vazamento, mas nada demais. E sim, sigo firme no uso do copinho, até porque descobri que usamos em média 16.980 absorventes ao longo da vida, e que nos Estados Unidos são descartados mais de 20 bilhões de unidades anualmente, e que esse tipo de lixo é resíduo, ou seja, ainda não tem um processo de reciclagem. Sendo assim, o que é uma vazadinha perto do bem que sinto ao usar meu copinho!

Gostou do texto?
Compartilhe nas redes sociais esse conteúdo que você acabou de ler e ajude a espalhar a mensagem!
Sobre o movimento

Em 1º de Janeiro de 2015 nascia o Menos 1 Lixo, um desafio pessoal da Fe Cortez, de produzir menos lixo e provar que atitudes individuais somadas constroem um mundo mais sustentável.

Nossas redes
Principais tópicos
Tags em destaque

Postagens

Vamos Juntx!

Assine a nossa Newsletter e fique por dentro de tudo que acontece no Menos 1 Lixo!
Obrigado! Sua inscrição foi feita com sucesso!
Oops! Something went wrong while submitting the form.