O país mais feliz do mundo

O país mais feliz do mundo

Publicado em:
20/3/2019
No items found.

Hoje é o Dia Internacional da Felicidade, uma data chancelada pela ONU em 2012, como reconhecimento da importância de ser feliz pra conquistarmos objetivos como a paz, a empatia, a igualdade de oportunidades e o bem-estar de um modo geral. O dia é um convite pra gente refletir sobre o nosso ritmo de vida, nossos valores e nossas prioridades capazes de garantir (ou não) a nossa felicidade. Descobrir o que nos dá felicidade é sustentável, já que a sustentabilidade também passa pela nossa espiritualidade e, claro, pelo nosso sorriso.

Em 2014, o rapper Pharrel Williams lançou a música ícone da felicidade, Happy, que gerou uma campanha linda em 2015 no Dia Internacional da Felicidade, o Global Happy Party, convidando a galera do mundo todo pra dançar a música e compartilhar esse momento. E todos os anos, rola um relatório sobre a felicidade no planeta.


E foi pensando nisso que o Reino de Butão estabeleceu o Índice da Felicidade Interna Bruta. O reino asiático, que divide fronteira com Índia e China, é super pequenininho, com menos de 40 mil km² - metade de Portugal. Por lá, os butaneses são, em sua maioria, budistas e reconhecem, sem qualquer dificuldade, a importância da felicidade pro desenvolvimento econômico e social da região. E já tem tempo, viu? O índice é reconhecido desde 1972, foi estabelecido pelo rei Jigme Wangchuck e tem mais relevância do que o PIB, um dos indicadores mais utilizados pelo mundo. E, é claro, que a fama de que lá moram as pessoas mais felizes do mundo é forte.

O Butão devolve ao chão os pés da lógica ponta-cabeça do desenvolvimento, disse o conomista Johannes Hirata

O FIB é guiado por 4 diretrizes: desenvolvimento econômico sustentável, preservação da cultura, conservação do meio ambiente e boa governança.

A filosofia da FIB é a convicção de que o objetivo da vida não pode ser limitado a produção e consumo seguidos de mais produção e mais consumo, de que as necessidades humanas são mais do que materiais, disse Thakur S. Powdyel, ex-diretor do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento Educacional da Universidade Real do Butão.

E é claro que, buscando a felicidade, os butaneses também refletem essa prática pra sua relação com  natureza. Por exemplo, eles poderiam lucrar com a exportação de madeira, mas estabeleceram que 60% do território do Butão seria coberto por florestas virgens. E, assim, vivem em harmonia, já que têm recursos naturais suficientes pra prover bem a população de quase 1 milhão de pessoas. Pensando na FIB, Butão transformou o cigarro em crime, priorizando a saúde em prol do capital. Essa sustentabilidade também perpassa a ação do turismo, já que o reino têm limitações pra quem vem de fora. Em 2005, por exemplo, Butão recebeu 13 mil visitas em contraposição a 1 milhão em Porto Seguro, que tem 100 mil habitantes. Em 2016, o governo de Butão plantou 108 mil árvores pra comemorar o nascimento do bebê real.

Ilustração por Luiz Stockler


É claro que tudo isso parece mais fácil pela dimensão do Butão, que é entendido como o país mais isolado do mundo. Até 1960, por exemplo, a região era carente de estradas e a locomoção era através de animais, 48% da população é de analfabetos, a primeira universidade foi fundada em 2003 e a primeira transmissão televisiva foi no final da Copa de 1998.

Mas a verdade é que ainda precisamos aprender muito com o índice da Felicidade do Butão, que prioriza o bem-estar da população, mesmo que quase em sua maioria analfabetos. Butão tem muito o que melhorar, mas nós também. Checando o índice de Felicidade do Happy Planet Index, estamos em 23º lugar de 140 países mais felizes do mundo.

Menos 1 Lixo
Por:
fundo
Gostou do texto?
Compartilhe nas redes sociais esse conteúdo que você acabou de ler e ajude a espalhar a mensagem!
Sobre o movimento

Em 1º de Janeiro de 2015 nascia o Menos 1 Lixo, um desafio pessoal da Fe Cortez, de produzir menos lixo e provar que atitudes individuais somadas constroem um mundo mais sustentável.

Nossas redes
Editorias
Tags em destaque

VOCê TAMBÉM PODE GOSTAR DE:

Vamos Juntas!

Assine a nossa Newsletter e fique por dentro de tudo que acontece no Menos 1 Lixo!
Obrigado! Sua inscrição foi feita com sucesso!
Oops! Something went wrong while submitting the form.