Lideranças Femininas no Menos 1 Lixo

Lideranças Femininas no Menos 1 Lixo

Publicado em:
8/3/2021
No items found.

Menos de 20% das lideranças no Brasil são mulheres. Isso significa que estamos desperdiçando oportunidades de construirmos negócios guiados pelo coração e pelo nosso lado feminino que vibra no cuidado e na compaixão. Não faltam pesquisas pra comprovar que lideranças femininas promovem mais inovação - especialmente em tempos de crise - e escuta. Empatia e escuta são habilidades fundamentais para líderes do futuro, já que estamos entendendo cada vez mais a importância da nossa interdependência e do trabalho em rede.  O papo é tão importante que a equidade de gênero é ODS da ONU.

Mas o Menos 1 Lixo, transgressor que só ele, não compactua com a desigualdade de gênero em papeis de tomada de decisão (e em nenhum outro papel!). Por aqui, as mulheres estão no poder :) Além disso, não existe diferença salarial e co-construimos diariamente espaços pra trocarmos sobre novas possibilidades e relações pautadas na equidade e não no machismo.

Ser ativista implica em corrigir as desigualdades e injustiças promovidas pelo sistema, chamando atenção pra novas formas de existir no mundo. 

A Fe Cortez, idealizadora do Menos 1 Lixo, compartilhou esse pensamento em uma reunião de equipe poderosa, em que falamos de negócios ativistas. Os valores do movimento são ancorados na nossa energia feminina do cuidado, do diálogo, da colaboração e da autorresponsabilidade. Um dos nossos pilares é o empoderamento das mulheres: queremos propor novas formas de estarmos juntes no aqui e agora :)

Por isso, queremos apresentar o nosso super time de mulheres na liderança e, claro, trazer um pouco do que elas pensam sobre como é estar na gestão de um negócio de impacto e como pensam a gestão feminina. Vamo?

Fe Cortez

Bora começar com a Fe, né? Ela é geminiana, palestrante, visionária da nova era, empreendedora e agora também escritora, já que tá no processo final do seu primeiro livro. É formada em administração e moda e trabalhou nesse setor por uma década da sua vida. Depois de assistir ao Trashed e ficar chocada com a nossa capacidade de gerar tão lixo, a Fe saiu do cinema decidida que não aceitaria a impotência. Ficou 12 meses sem usar copos descartáveis e, sozinha, deixou de consumir 1618 deles. Passou a incentivar quem tava por perto e sentiu a necessidade de ter um copo retrátil, de um material responsável e que fosse muito bonito, pra gerar identificação com a galera que não fazia ideia dos dados alarmantes do nosso lixo pelo planeta. Em 2016, idealizou o copinho do movimento, o primeiro produzido 100% no Brasil. Assim, ela se enxergou cada vez mais nesse espaço de mulher ativista e inspirou literalmente milhares de pessoas.

Foi premiada pela Glamour como a mulher mais influente da sustentabilidade em 2018, é defensora da campanha Mares Limpos da ONU Meio Ambiente e conselheira do Greenpeace Brasil. Não falta reconhecimento dessa mulher poderosa que literalmente fez o Menos 1 Lixo acontecer. Se você quer saber mais sobre a Fe, clica aqui.

Perguntamos pra ela, por que é importante que as mulheres ocupem cargos de liderança?

Primeiro para corrigir um desequilíbrio causado pelo sistema, que afastou propositalmente as mulheres de cargos de liderança para manter o patriarcado reinando. Segundo porque as mulheres têm uma visão de mundo diferente dos homens. Por uma questão de sobrevivência da espécie, a mulher cuida, já que sem este cuidado o bebê da espécie humana não sobrevive. Sendo assim, sua tomada de decisão é diferente da dos homens, ela tem maior propensão a ter uma visão sistêmica e regenerativa. Neste momento de mundo precisamos resgatar o feminino do planeta, e apesar de presente em homens e mulheres, é nestas que ele se dá com maior potência. Só com o equilíbrio do feminino e masculino teremos chances de criar a tão sonhada cultura de paz, de abundância e de justiça por aqui.

A maior potência da Fe como liderança é a sua capacidade de influenciar as pessoas pra uma transformação, e engajar a galera pra encontrar o propósito de cuidado do planeta. E ó: a gente assina embaixo. Não há ser humaninho desse mundo que não saia de uma conversa com a Fe com os olhos brilhando :)

Cami Vilanova


A Cami é taurina e tá no Menos 1 Lixo há 5 anos cuidando de toda a parte comercial do movimento. Ela é responsável, claro, pela venda dos nosso agente de transformação: os copinhos! A Cami é formada em Comunicação e tá com um poderoso MBA em Estratégias e Ciência do Consumo em andamento. Quando ela chegou por aqui, tudo era mato! Ou seja, ela se desenvolveu lindamente com a empresa. Pra ela, a sua maior potência como liderança tá na facilidade em tomar decisões, se posicionar e trazer clareza e segurança pra equipe. A Cami é resiliente e acredita que essa é uma habilidade fundamental no exercício da gestão de uma empresa que tem o cuidado como um dos pilares.

Perguntamos pra Cami por que ela acredita que mulheres devem estar em papeis de liderança:

Nos últimos anos já temos estudos que apontam que as empresas que tem lideranças femininas tem resultados mais efetivos, então começamos por aí! E acho que isso acontece pois temos muito aflorado os valores femininos né? O cuidado, a empatia, que  eu acredito serem fundamentais para uma boa gestão e que acabam se desdobrando em outros comportamentos importantes como a escuta e a flexibilidade. Essa habilidade cria uma conexão maior com a equipe, impactando diretamente na felicidade do ambiente de trabalho e, claro, na produtividade de todes.

Além disso, a Cami arrasa nos looks e tá sempre disponível pra um bom papo cabeça.

[se conecta com a Cami]

Nina Marcucci

A Nina é libriana e cuida de todo o conteúdo do Menos 1 Lixo há 3 anos e meio. Ela também exerce um papel de porta-voz do movimento e é influenciadora digital. Historiadora de formação, ela é formada no Gaia Education e acredita que a comunicação é a principal ferramenta de mudança de comportamento e visão de mundo. É do time que bota a mão na massa! A Nina é apaixonada por estudar e se aprimorar em gestão e acredita que a sua maior potência como liderança é a atenção e a presença que tem com a equipe. Pra ela, nada pode ser mais prioridade do que a escuta e o cuidado: afinal, só vamos mudar o sistema se enxergarmos as pessoas como pessoas. E se engana quem revira os olhinhos porque acha que isso é mimimi, viu? No Menos 1 Lixo a gente prova que é possível conquistar esse espaço, produzir e co-criar com muita qualidade.

Perguntamos pra por que ela acredita que as mulheres precisam ocupar papeis de liderança

Historicamente as mulheres foram oprimidas em todos os campos da vida: no campo, na cidade, na ciência, nas organizações e nas relações. E o resultado desse silenciamento tá nos jornais: crises climáticas, desequilíbrios de biomas, perda de biodiversidade, a violência como ferramenta de conexão. E todes saímos perdendo com esse cenário. As mulheres oferecem um novo ponto de vista baseado no cuidado, na empatia e na inovação e, por isso, precisam estar em espaços de tomada de decisão. É o único caminho pra transformarmos o futuro.

A Nina ainda é fã de astrologia, bruxaria e tá sempre com um sorriso amoroso no rosto.

[se conecta com a Nina]

Denise Rodrigues

A De é aquariana e comanda os assuntos operacionais e financeiros do movimento. É gestora empresarial, pós graduada em logística e co-fundadora e coordenadora do grupo de aconselhamento para executivos "CEO Insights" desde 2013. A De é mãe do David e super corajosa. Pra ela, sua maior potência como gestora é quando consegue equilibrar emoção e razão, pra correr riscos mais planejados. Pra ela, as mulheres são mais sensíveis e escutam com mais presença do que os homens e, pro isso, desenvolvem mais habilidades de negociação, são mais estratégicas e analíticas, com a dose certa de pragmatismo e controle emocional pra dominar o mundo :)

De, por que é importante termos mais mulheres em papeis de liderança?

Nós estamos atentas às necessidades de mudança nos valores das gerações, deixando um grande valor agregado e contribuição para a humanidade. Essa visão transcende a carreira, pois envolve amor e esse é grande diferencial que temos.


A De reforça o desafio que as mulheres enfrentam de conciliar carreira, a casa, e o autocuidado. A busca desse equilíbrio é uma tarefa que exige dedicação, paciência e sabedoria. Falando nisso, a De é potente em superar limitações culturais. E complementa: "Todos queremos uma carreira de sucesso, satisfação pessoal e retorno financeiro, mas nós gestoras também queremos qualidade em todos os âmbitos e ainda: ser exemplo, fazer a diferença para o mundo sem medo de chamar a responsabilidade para si, de empreender e fazer tudo isso da melhor maneira possível"

[se conecta com a Denise]

Conta pra gente o que te inspira em lideranças femininas? Bora mudar o mundo juntas?

Menos 1 Lixo
Por:
fundo
Gostou do texto?
Compartilhe nas redes sociais esse conteúdo que você acabou de ler e ajude a espalhar a mensagem!
Sobre o movimento

Em 1º de Janeiro de 2015 nascia o Menos 1 Lixo, um desafio pessoal da Fe Cortez, de produzir menos lixo e provar que atitudes individuais somadas constroem um mundo mais sustentável.

Nossas redes
Editorias
Tags em destaque

Você também pode gostar:

Vamos juntas!

Receba conteúdos, notícias, promoções e novidades do Menos 1 Lixo direto na sua caixa de entrada!
Obrigado! Sua inscrição foi feita com sucesso!
Oops! Something went wrong while submitting the form.