Juma Amazon Lodge | Desconecte-se do mundo na Amazônia

Juma Amazon Lodge | Desconecte-se do mundo na Amazônia

Publicado em:
21/5/2015
No items found.

No início deste mês eu fui passar uns dias na Amazônia e me hospedei no Juma Amazon Lodge, no meio da Floresta. A ideia era me reconectar com a natureza e me desconectar totalmente do resto - ou seja, eu queria uma experiência única. O Juma é o que se chama Hotel de Selva, e é considerado um dos melhores do mundo desse tipo - em 2014, ganhou o Prêmio Guia Quatro Rodas de Hotél Sustentável e um Certificado de Excelência pelo site TripAdvisor.

A sua localização geográfica é imbatível: ele está bem inserido na selva, mas é fácil de chegar a partir de Manaus. São três etapas de viagem: a primeira é uma lancha rápida do Porto do Ceasa, em Manaus, até a cidade de Vila do Caseiro. Esse trecho passa por um famoso ponto turístico da Amazônia, o encontro dos dois maiores afluentes do Rio Amazonas, os rios Negro e Solimões e suas águas que não se misturam. A segunda etapa é uma van até o Rio Maçarico, e a terceira e última, com duração de mais de uma hora, é de barco, passando por Iguapés e comunidades ribeirinhas até a chegada ao hotel. Nesse último trajeto vemos botos, macacos, araras e muitos pássaros, lindos e livres no seu habitat natural. É incrível.

Ao todo são 20 cabanas com vistas deslumbrantes para o Rio Juma e para a Floresta Amazônica. Os bangalôs, todos privativos, foram construídos com passarelas e palafitas a mais de 15m de altura, por causa das cheias do rio. Ali do alto de sua cabana, nem adianta tentar se conectar com o “mundo exterior”: nada de wi-fi, e o telefone é o que chamam de celular rural - não existe sinal. E o objetivo é esse mesmo.

O lodge oferece uma série de passeios, entre eles assistir ao nascer e ao pôr do sol. Para o primeiro, é preciso acordar bem cedo e pegar um barco até um local específico no Rio Juma, mas vale a pena: é de tirar o fôlego. O do pôr do sol é chamado coloquialmente por "A Revoada dos Pássaros", porque quase no exato momento do sol se por, dezenas de milhares de pássaros levantam voo e vão dormir numa ilha no meio do rio. Eu fui e é absolutamente deslumbrante!! A lista de opções não acaba: escalada em árvores, passeios de canoa, pernoite e caminhada na floresta, pescaria de piranhas. Tem também a focagem de jacarés, um passeio de barco no meio da noite para ver jacarés, e de quebra, um céu estrelado que só a Amazônia revela. É indescritível!  

Como se não bastasse tudo isso, o Juma Amazon Lodge foi todo pensado de forma sustentável. São 42 painéis solares, dispostos num flutuante de 100m2, que gera toda a energia do hotel, já que sua localização não está ligada à rede elétrica local. Somente os bangalôs especiais contam com água quente, e o aquecimento é feito por placas de energia solar. O esgoto é tratado por um sistema que reúne os tipos de tratamento mais utilizados mundialmente: separação de gordura e óleo, separação de sólidos, reuso do lodo, decantação e eliminação das bactérias. Todo o lixo gerado é separado por meio de lixeiras de reciclagem espalhadas por todo o hotel e armazenado numa Central de Resíduos. Depois, segue para Manaus onde vai para reciclagem.

A força de trabalho do Juma - e vale uma ressalva para dizer que são simpáticos, eficientes e muito atenciosos - é composta em sua maioria por pessoas da comunidade local, contribuindo para a sustentabilidade financeira da própria comunidade e para a preservação ambiental, já que os guias e marinheiros passam por treinamentos com esse fim. Para finalizar, por meio de uma parceira com a Qualynorte, o Lodge faz palestras bimestrais para as populações da região, passando conteúdos ligados ao meio ambiente, como o aproveitamento do lixo orgânico, coleta seletiva, redução de desastres ambientais e importância da biodiversidade. Eu amei! Para mais informações e reservas, só clicar aqui e entrar no site oficial do Juma Amazon Lodge.

Fe Cortez
Por:
Gostou do texto?
Compartilhe nas redes sociais esse conteúdo que você acabou de ler e ajude a espalhar a mensagem!
Sobre o movimento

Em 1º de Janeiro de 2015 nascia o Menos 1 Lixo, um desafio pessoal da Fe Cortez, de produzir menos lixo e provar que atitudes individuais somadas constroem um mundo mais sustentável.

Nossas redes
Editorias
Tags em destaque

VOCê TAMBÉM PODE GOSTAR DE:

Vamos Juntas!

Assine a nossa Newsletter e fique por dentro de tudo que acontece no Menos 1 Lixo!
Obrigado! Sua inscrição foi feita com sucesso!
Oops! Something went wrong while submitting the form.