A poluição dos lixões é catastrófica

Publicado em:
10/6/2019
No items found.

Você sabia que a poluição provocada pelos lixões no Brasil ultrapassa os impactos do vulcão Etna? Recentemente falamos por aqui sobre a diferença entre aterros sanitários, controlados e os lixões, que são proibidos no Brasil desde 2014, mas ainda dominam as cidades e municípios do país. Eles são extremamente poluentes e um problema de saúde pública, já que 50% dos leitos dos hospitais são provenientes de pessoas com doenças relacionadas à falta de saneamento básico e gestão de lixo. E o Departamento de Economia do Sindicato Nacional das Empresas de Limpeza Urbana (SELURB) revelou, no Dia Mundial do Meio Ambiente, alguns dados alarmantes sobre os nossos impactos pra poluição do planeta. Segundo a pesquisa,

os lixões e a incineração irregular dos resíduos são responsáveis por 6 milhões de toneladas de gás carbônico por ano na atmosfera.

Isso equivale a 3 MILHÕES de carros à gasolina circulando por aí todos os anos.

Em 10 anos, o resultado da poluição pela falta de gestão de resíduos no Brasil são os mesmos que a atividade vulcânica do mundo todo durante um ano. Além da poluição gerada pelos lixões, ou seja, espaços sem qualquer gestão de resíduo, que contamina os lençóis freáticos, o ar, o solo e quem mora por perto, a queima de lixo nos depósitos irregulares do país emitem gases de 130 mil carros! São cerca de 256 mil toneladas de CO2 com essa atividade por ano. Segundo o IBGE, 7,9% dos resíduos ainda são queimados nas casas das pessoas.

E nós já falamos sobre o perigo do gás metano, que se desenvolve com a mistura de resíduos nesses espaços sem qualquer tratamento e que é 28 vezes mais nocivo do que o dióxido de carbono e no Brasil, por ano, ele tem quase o mesmo impacto da atividade do vulcão Etna, na Itália, pro aquecimento global. E olha que o vulcão Etna é responsável por quase 6 milhões de tonadas de gás carbônico por ano...

53% das cidades brasileiras ainda descartam seus resíduos em vazadouros clandestinos. E sabendo de todos esses dados, o que você tem feito pra mudar esse cenário? Em maio, o Brasil se recusou a assinar o pacto proposto pela ONU de reduzir a produção de plástico a nível global, mesmo sendo o quarto maior produtor desse lixo no mundo. Também somos o maior consumidor de agrotóxicos do planeta. E agora, sabemos que somos (muito) responsáveis pelos problemas da poluição atmosférica. Até quando vamos fechar os olhos para os problemas que estamos causando pra única casa disponível pra humanidade?

Menos 1 Lixo
Por:
topo
Gostou do texto?
Compartilhe nas redes sociais esse conteúdo que você acabou de ler e ajude a espalhar a mensagem!
Sobre o movimento

Em 1º de Janeiro de 2015 nascia o Menos 1 Lixo, um desafio pessoal da Fe Cortez, de produzir menos lixo e provar que atitudes individuais somadas constroem um mundo mais sustentável.

Nossas redes
Editorias
Tags em destaque

VOCê TAMBÉM PODE GOSTAR DE:

Vamos Juntas!

Assine a nossa Newsletter e fique por dentro de tudo que acontece no Menos 1 Lixo!
Obrigado! Sua inscrição foi feita com sucesso!
Oops! Something went wrong while submitting the form.