Economia Circular na Prática da HP

11/6/2018

O lixo é um erro de design humano. Essa frase eu já disse algumas vezes, ela não é atribuída a mim, mas é a mais pura verdade. E eu explico: basta olhar a natureza e ver que nela nada vira lixo. Quando a folha cai por exemplo, sua função de fazer a fotossíntese e alimentar a árvore termina, mas ela vira alimento para a terra, para os microorganismos que vivem ali, e vira adubo para justamente alimentar a árvore de outra forma.

Tem sido assim por milênios, tudo perfeitamente encaixado em um ciclo perfeito de vida-morte-vida.

 

Aí veio o homem e inventou coisas, que ele julga muito importantes para seu dia a dia como por exemplo o celular. Mas o que acontece depois que a vida útil daquele celular acaba? Bom, ele vira lixo na grande parte das vezes. Porque as peças, os materiais, a forma como aquele celular foi desenhado e montado não previa o que aconteceria com ele depois do fim da sua vida útil como celular. E ele acaba, na melhor das hipóteses, com uma parte reciclada e o restante indo para aterros. Na melhor das hipóteses. E essa é a forma como a maior parte da nossa indústria está organizada, de forma linear.

 

Mas já existe uma outra forma de desenhar e produzir, a circular. A economia circular, que ainda está começando a ser implementada na prática, imita a natureza pensando no que acontece no pós consumo. Os produtos passam a ser criados com a sua reinserção na cadeia já desenhada e isso hoje acontece na prática em alguns modelos de negócio. Um deles é o programa Planet Partners da HP, um dos pilares de sustentabilidade da marca.

O HP Planet Partners funciona assim: você devolve, a HP recicla. Hoje ela consegue reinserir 100% do plástico recebido de seus produtos em final de vida útil em novos produtos HP. Nos Estados Unidos, cartucho devolvido para HP vira cartucho novo da HP, e aqui no Brasil, tanto cartuchos, quanto impressoras e computadores, têm seu plástico reciclado e reinserido na fabricação de novas impressoras ou outras partes e peças de novos produtos HP, como por exemplo a alcinha das caixas de notebook. Reciclar o plástico pós consumo é uma maneira de retirar ele dos aterros e principalmente dos oceanos e da natureza. E pra isso o HP Planet Partners tem um serviço de coleta e logística reversa totalmente gratuito para o consumidor, que garante que todo o plástico recebido é 100% reciclado, e as outras partes, encaminhadas para reciclagem também.

São mais de 400 pontos de coleta em todo o Brasil, lugares como Kalunga, Carrefour e muitos outros, recebem gratuitamente seus cartuchos – confira as lojas autorizadas no site www.hp.com.br/reciclar. E se você juntar mais de 5 cartuchos de tinta e/ou toners HP, eles são coletados na sua casa, ou te mandam um cupom para envio pelo correio, também gratuito. O mesmo vale para sua impressora, notebook, ou qualquer outro equipamento da marca.

E eu visitei a fábrica e vi isso acontecer na prática, é só dar o play nesse vídeo (inserção do vídeo do Youtube) para ver que incrível é o programa. E aqui no Brasil a cadeia da economia circular tem uma vantagem, porque temos parque industrial e um mercado consumidor que se complementam. Na Europa por exemplo onde a coleta é grande, e os consumidores já participam muito, não tem quase fábricas, então esse material tem que ser enviado para algum outro lugar do mundo para ser reciclado e usado de novo. Aqui, no caso da HP, não só a recicladora, o centro de distribuição e a fábrica ficam no mesmo país, como estão lado a lado no parque industrial, facilitando muito a logística e deixando de emitir toneladas de gases de efeito estufa que seriam emitidos para transporte desse material todo.

E não é só isso, a fábrica da HP é lixo zero, ou seja, não envia nenhum material para aterro, aproveitando 100% do que seria lixo e reinserindo esse material na cadeia novamente.

A parada é tão sofisticada que cada produto HP, cartucho, impressora, computador, sai com uma etiqueta de RFID, uma espécie de identidade que é lida através de um sistema de radio frequência, e que já diz para o centro de reciclagem  quando é retornado pelo cliente qual a quantidade de cada material naquele produto. Assim, quando o material que vai ser reciclado entra no centro de reciclagem da HP, os gerentes já sabem quanto terão de cada tipo de material para reinserir na cadeia. E hoje são mais de 45 toneladas só de cartuchos reciclados por mês. Parece muito né? Mas isso é só 8% do que a HP produz e comercializa por mês por aqui. E não é por falta de capacidade, é por falta de devolução dos consumidores. O programa é gratuito, ele cobre 100% do Brasil, mas mesmo assim as pessoas só devolvem 8% do que é vendido. Vamos aumentar esse número? Clique aqui pra saber mais sobre como o programa HP Planet Partners funciona e divulgue pros seus amigos. Tanta gente me pergunta como pode contribuir para um planeta com menos lixo e para ter mares mais limpos, tá aí uma forma gratuita e fácil de fazer sua parte! Você devolve, a HP Recicla!

Vamos juntos?

 

 

#publi

Gostou do texto?
Compartilhe nas redes sociais esse conteúdo que você acabou de ler e ajude a espalhar a mensagem!
Sobre o movimento

Em 1º de Janeiro de 2015 nascia o Menos 1 Lixo, um desafio pessoal da Fe Cortez, de produzir menos lixo e provar que atitudes individuais somadas constroem um mundo mais sustentável.

Nossas redes
Principais tópicos
Tags em destaque

VOCê TAMBÉM PODE GOSTAR DE:

Vamos Juntx!

Assine a nossa Newsletter e fique por dentro de tudo que acontece no Menos 1 Lixo!
Obrigado! Sua inscrição foi feita com sucesso!
Oops! Something went wrong while submitting the form.