Uma latinha pode virar uma medalha olímpica?

Uma latinha pode virar uma medalha olímpica?

Publicado em:
5/8/2021
No items found.

Pra quem acompanhou a olimpíada de Tóquio, já deve ter ouvido algo sobre essa ser provavelmente a mais sustentável que já tivemos. E dentre muitos exemplos, a tocha e as medalhas ganharam destaque. 

Como resultado de muita criatividade, sagacidade e tecnologia, elas foram compostas por uma boa porcentagem de alumínio reciclado, no caso da tocha, que inicialmente foi utilizado na construção de casas temporárias pra pessoas desabrigadas após o triste 2011 em Fukushima, que foi atingida por um tsunami, um terremoto e um desastre nuclear no mesmo ano. Enquanto que as medalhas tiveram em sua composição os metais preciosos e também eletrônicos reciclados.


Pra que a tocha e as medalhas recebessem essa porcentagem de materiais reciclados, tais como o alumínio, e ainda continuassem tendo utilidade, foi usado o conceito do Upcycling, que significa dar uma nova roupagem a algum material sem causar danos à peça. No caso do alumínio, esse tipo de “tratamento” acontece quase sempre que ele é reciclado, pois já faz parte das características básicas dele conseguir ser muito resistente e reutilizado sem perder sua qualidade inicial. Porém, o upcycling carrega no significado a criatividade também. Por isso que a tocha é um grande exemplo, pois antes esse aluminio havia sido utilizado para casas e depois, 30% desse material, foi repensado para fazer parte de um evento olímpico com bastante significado também.


E as latinhas, será que elas poderiam virar uma medalha olímpica? A resposta é sim, uma vez que elas, por serem de alumínio, continuam a fazer parte de um dos materiais mais reciclados no mundo. Tanto o Brasil quanto o Japão, fazem parte do ranking dos países que mais reciclam esse material. Porém, neste ano, para a confecção apenas dessas medalhas não foram utilizadas latinhas, mas por uma questão de escolha já que há ainda outros materiais que também podem ser reutilizados. 

Então, sim, uma latinha pode fazer parte da composição de uma medalha se for escolhida pra essa finalidade. Inclusive, ela também pode ter feito parte da composição das casas em Fukushima e terem tido um grande serviço e memória social.


O importante é ficar registrado a importância da reutilização de materiais para a criação de outros, a fim de diminuirmos o impacto ambiental no planeta. No caso das latinhas, ela continua sendo a melhor opção por poder se tornar diversas coisas e continuar tendo valor qualitativo. Desde medalhas, passando por tochas, até casas. 


Áury Flor
Por:
meio
Gostou do texto?
Compartilhe nas redes sociais esse conteúdo que você acabou de ler e ajude a espalhar a mensagem!
Sobre o movimento

Em 1º de Janeiro de 2015 nascia o Menos 1 Lixo, um desafio pessoal da Fe Cortez, de produzir menos lixo e provar que atitudes individuais somadas constroem um mundo mais sustentável.

Nossas redes
Editorias
Tags em destaque

Você também pode gostar:

Assine nossa Newsletter!

Receba conteúdos, notícias, promoções e novidades do Menos 1 Lixo direto na sua caixa de entrada!
Obrigado! Sua inscrição foi feita com sucesso!
Oops! Something went wrong while submitting the form.