Tradição sem agressão

Publicado em:
1/2/2019
No items found.

Iemanjá é um orixá poderoso!! Não importa a religião, quem mora perto do mar (e longe dele) celebra a divindade da fertilidade feminina, que protege rios, os pescadores, os jangadeiros e a continuidade da vida. Ela é o orixá mais popular das festas públicas brasileiras e tem presença forte na cultura como um todo. A Rainha do Mar, como canta Maria Bethânia, recebe amanhã a celebração da fé de muitas pessoas. Ao longo do tempo, as oferendas se adequaram à nossa cultura e, claro, ao nosso hábito diário de consumir plásticos e produtos não biodegradáveis. Se você ama celebrar Iemanjá, vamos conversar com carinho?

iShot

A sua oferenda é harmônica com os ecossistemas marinhos? Objetos de plástico e isopor demoram centenas de anos para sumirem na natureza e, até que isso aconteça, são uma arma poderosa de matar peixes, tartarugas e aves marinhas. Se você constrói sua celebração pra Rainha do Mar com bonecas, espelhos ou barquinhos de plástico… que tal aproveitar os novos tempos pra repensar? A plataforma Vice desenvolveu uma matéria muito interessante sobre o assunto, com o biólogo Marcelo Pinrra, que se propõe a retirar as oferendas prejudiciais aos oceanos. Morando em Salvador, ele já retirou revólveres, sabonetes e até um saco de boxe (pesando 50kg) cheeeeio de colares, terços e guias.

Em 2016, o projeto baiano Fundo Limpo, recolheu 150kg de oferendas perigosas pro mar do Rio Vermelho. Em Salvador, a Secretaria Cidade Sustentável promove o programa Balaio Verde, orientando os devotos a oferecerem pra Rainha do Mar apenas objetos biodegradáveis. A campanha continua em 2019 e orienta a galera a jogar flores naturais, frutas orgânicas, adereços de fibra natural e pentes de madeira. No caso dos sabonetes, que sejam sem embalagem e, claro, também naturais. Dá pra celebrar os orixás e os oceanos ao mesmo tempo.

Porque pensa: se Iemanjá é a Rainha do Mar, ela simplesmente aaaaama todo o seu reino. E não precisamos oferecer nada que prejudique esse reinado. Vamos juntos?

 

Crédito da imagem da miniatura: Dani Purper.

Crédito da imagem de capa: Inajah Cesar.


Nina Marcucci
Por:
fundo
Gostou do texto?
Compartilhe nas redes sociais esse conteúdo que você acabou de ler e ajude a espalhar a mensagem!
Sobre o movimento

Em 1º de Janeiro de 2015 nascia o Menos 1 Lixo, um desafio pessoal da Fe Cortez, de produzir menos lixo e provar que atitudes individuais somadas constroem um mundo mais sustentável.

Nossas redes
Editorias
Tags em destaque

VOCê TAMBÉM PODE GOSTAR DE:

Vamos Juntas!

Assine a nossa Newsletter e fique por dentro de tudo que acontece no Menos 1 Lixo!
Obrigado! Sua inscrição foi feita com sucesso!
Oops! Something went wrong while submitting the form.